Evento:
Eduardo Beleske / PMPA
CULTURA
Código:
30411
A Mostra Coletiva do 3º Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, com curadoria de Diego Groisman, reúne obras de dez artistas selecionados por um júri brasileiro, composto por Adriana Boff, Bruna Fetter, Diego Groisman, Paulo Miyada e Patrice Pauc; e um júri francês do Centre Intermondes, representado por Edouard Mornaud e Flavie Monnier. Os artistas que integram a mostra são Alexandre De Nadal, Bruno Eder, Camila Proto, Francine Lasevitch, Henrique Fagundes, Joana Burd, Letícia Lopes, Marcelo Chardosim, Oendu de Mendonça e Vitória Macedo. Em sua terceira edição, o Prêmio busca estimular a produção das artes visuais contemporâneas no Rio Grande do Sul, com a missão de dar apoio e incentivo para artistas em início de carreira.
Letícia Lopes, a primeira colocada, foi premiada com uma residência artística de dois meses no Centre Intermondes, em La Rochelle, na França, com passagem e alojamento incluídos, um prêmio em dinheiro no valor de R$ 8 mil como incentivo à produção da artista, ajuda de custo para o período da estadia em La Rochelle de R$ 3 mil, além de uma bolsa de estudos na Aliança Francesa Porto Alegre. A residência está programada para os meses de agosto a setembro de 2019. O segundo (Alexandre De Nadal) e o terceiro lugar (Marcelo Chardosim) também serão premiados com bolsas de estudo na Aliança Francesa de Porto Alegre.
O evento é uma realização da Aliança Francesa Porto Alegre e Ministério da Cidadania, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Timac Agro e apoio do Centre Intermondes e da Prefeitura de Porto Alegre.
A exposição BIO-I, individual do artista visual David Ceccon, vencedor da segunda edição do Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, será apresentada na Sala da Fonte, também na Pinacoteca Aldo Locatelli. A exposição reúne os trabalhos desenvolvidos durante a residência no Centre Intermondes (La Rochelle, França) em 2018, na qual o artista voltou sua pesquisa para as temáticas de gênero, identidades, autorrepresentação e ficção no espaço digital.
David Ceccon (1992) vive e trabalha em Porto Alegre. Bacharel em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), desenvolve seu trabalho com diferentes mídias, como gravura, pintura, cerâmica, objeto e fotografia. Também utiliza o ciberespaço e as redes sociais como fonte de criação para experimentação artísticas. Em sua poética, interessa-se pelas ambiguidades das relações humanas e pelos mecanismos de construção, fragmentação e dissolução das identidades e sujeitos na sociedade contemporânea.
Eduardo Beleske / PMPA
CULTURA
Código:
30410
A Mostra Coletiva do 3º Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, com curadoria de Diego Groisman, reúne obras de dez artistas selecionados por um júri brasileiro, composto por Adriana Boff, Bruna Fetter, Diego Groisman, Paulo Miyada e Patrice Pauc; e um júri francês do Centre Intermondes, representado por Edouard Mornaud e Flavie Monnier. Os artistas que integram a mostra são Alexandre De Nadal, Bruno Eder, Camila Proto, Francine Lasevitch, Henrique Fagundes, Joana Burd, Letícia Lopes, Marcelo Chardosim, Oendu de Mendonça e Vitória Macedo. Em sua terceira edição, o Prêmio busca estimular a produção das artes visuais contemporâneas no Rio Grande do Sul, com a missão de dar apoio e incentivo para artistas em início de carreira.
Letícia Lopes, a primeira colocada, foi premiada com uma residência artística de dois meses no Centre Intermondes, em La Rochelle, na França, com passagem e alojamento incluídos, um prêmio em dinheiro no valor de R$ 8 mil como incentivo à produção da artista, ajuda de custo para o período da estadia em La Rochelle de R$ 3 mil, além de uma bolsa de estudos na Aliança Francesa Porto Alegre. A residência está programada para os meses de agosto a setembro de 2019. O segundo (Alexandre De Nadal) e o terceiro lugar (Marcelo Chardosim) também serão premiados com bolsas de estudo na Aliança Francesa de Porto Alegre.
O evento é uma realização da Aliança Francesa Porto Alegre e Ministério da Cidadania, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Timac Agro e apoio do Centre Intermondes e da Prefeitura de Porto Alegre.
A exposição BIO-I, individual do artista visual David Ceccon, vencedor da segunda edição do Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, será apresentada na Sala da Fonte, também na Pinacoteca Aldo Locatelli. A exposição reúne os trabalhos desenvolvidos durante a residência no Centre Intermondes (La Rochelle, França) em 2018, na qual o artista voltou sua pesquisa para as temáticas de gênero, identidades, autorrepresentação e ficção no espaço digital.
David Ceccon (1992) vive e trabalha em Porto Alegre. Bacharel em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), desenvolve seu trabalho com diferentes mídias, como gravura, pintura, cerâmica, objeto e fotografia. Também utiliza o ciberespaço e as redes sociais como fonte de criação para experimentação artísticas. Em sua poética, interessa-se pelas ambiguidades das relações humanas e pelos mecanismos de construção, fragmentação e dissolução das identidades e sujeitos na sociedade contemporânea.
Eduardo Beleske / PMPA
CULTURA
Código:
30409
A Mostra Coletiva do 3º Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, com curadoria de Diego Groisman, reúne obras de dez artistas selecionados por um júri brasileiro, composto por Adriana Boff, Bruna Fetter, Diego Groisman, Paulo Miyada e Patrice Pauc; e um júri francês do Centre Intermondes, representado por Edouard Mornaud e Flavie Monnier. Os artistas que integram a mostra são Alexandre De Nadal, Bruno Eder, Camila Proto, Francine Lasevitch, Henrique Fagundes, Joana Burd, Letícia Lopes, Marcelo Chardosim, Oendu de Mendonça e Vitória Macedo. Em sua terceira edição, o Prêmio busca estimular a produção das artes visuais contemporâneas no Rio Grande do Sul, com a missão de dar apoio e incentivo para artistas em início de carreira.
Letícia Lopes, a primeira colocada, foi premiada com uma residência artística de dois meses no Centre Intermondes, em La Rochelle, na França, com passagem e alojamento incluídos, um prêmio em dinheiro no valor de R$ 8 mil como incentivo à produção da artista, ajuda de custo para o período da estadia em La Rochelle de R$ 3 mil, além de uma bolsa de estudos na Aliança Francesa Porto Alegre. A residência está programada para os meses de agosto a setembro de 2019. O segundo (Alexandre De Nadal) e o terceiro lugar (Marcelo Chardosim) também serão premiados com bolsas de estudo na Aliança Francesa de Porto Alegre.
O evento é uma realização da Aliança Francesa Porto Alegre e Ministério da Cidadania, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Timac Agro e apoio do Centre Intermondes e da Prefeitura de Porto Alegre.
A exposição BIO-I, individual do artista visual David Ceccon, vencedor da segunda edição do Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, será apresentada na Sala da Fonte, também na Pinacoteca Aldo Locatelli. A exposição reúne os trabalhos desenvolvidos durante a residência no Centre Intermondes (La Rochelle, França) em 2018, na qual o artista voltou sua pesquisa para as temáticas de gênero, identidades, autorrepresentação e ficção no espaço digital.
David Ceccon (1992) vive e trabalha em Porto Alegre. Bacharel em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), desenvolve seu trabalho com diferentes mídias, como gravura, pintura, cerâmica, objeto e fotografia. Também utiliza o ciberespaço e as redes sociais como fonte de criação para experimentação artísticas. Em sua poética, interessa-se pelas ambiguidades das relações humanas e pelos mecanismos de construção, fragmentação e dissolução das identidades e sujeitos na sociedade contemporânea.
Eduardo Beleske / PMPA
CULTURA
Código:
30408
A Mostra Coletiva do 3º Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, com curadoria de Diego Groisman, reúne obras de dez artistas selecionados por um júri brasileiro, composto por Adriana Boff, Bruna Fetter, Diego Groisman, Paulo Miyada e Patrice Pauc; e um júri francês do Centre Intermondes, representado por Edouard Mornaud e Flavie Monnier. Os artistas que integram a mostra são Alexandre De Nadal, Bruno Eder, Camila Proto, Francine Lasevitch, Henrique Fagundes, Joana Burd, Letícia Lopes, Marcelo Chardosim, Oendu de Mendonça e Vitória Macedo. Em sua terceira edição, o Prêmio busca estimular a produção das artes visuais contemporâneas no Rio Grande do Sul, com a missão de dar apoio e incentivo para artistas em início de carreira.
Letícia Lopes, a primeira colocada, foi premiada com uma residência artística de dois meses no Centre Intermondes, em La Rochelle, na França, com passagem e alojamento incluídos, um prêmio em dinheiro no valor de R$ 8 mil como incentivo à produção da artista, ajuda de custo para o período da estadia em La Rochelle de R$ 3 mil, além de uma bolsa de estudos na Aliança Francesa Porto Alegre. A residência está programada para os meses de agosto a setembro de 2019. O segundo (Alexandre De Nadal) e o terceiro lugar (Marcelo Chardosim) também serão premiados com bolsas de estudo na Aliança Francesa de Porto Alegre.
O evento é uma realização da Aliança Francesa Porto Alegre e Ministério da Cidadania, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Timac Agro e apoio do Centre Intermondes e da Prefeitura de Porto Alegre.
A exposição BIO-I, individual do artista visual David Ceccon, vencedor da segunda edição do Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, será apresentada na Sala da Fonte, também na Pinacoteca Aldo Locatelli. A exposição reúne os trabalhos desenvolvidos durante a residência no Centre Intermondes (La Rochelle, França) em 2018, na qual o artista voltou sua pesquisa para as temáticas de gênero, identidades, autorrepresentação e ficção no espaço digital.
David Ceccon (1992) vive e trabalha em Porto Alegre. Bacharel em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), desenvolve seu trabalho com diferentes mídias, como gravura, pintura, cerâmica, objeto e fotografia. Também utiliza o ciberespaço e as redes sociais como fonte de criação para experimentação artísticas. Em sua poética, interessa-se pelas ambiguidades das relações humanas e pelos mecanismos de construção, fragmentação e dissolução das identidades e sujeitos na sociedade contemporânea.
Eduardo Beleske / PMPA
CULTURA
Código:
30407
A Mostra Coletiva do 3º Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, com curadoria de Diego Groisman, reúne obras de dez artistas selecionados por um júri brasileiro, composto por Adriana Boff, Bruna Fetter, Diego Groisman, Paulo Miyada e Patrice Pauc; e um júri francês do Centre Intermondes, representado por Edouard Mornaud e Flavie Monnier. Os artistas que integram a mostra são Alexandre De Nadal, Bruno Eder, Camila Proto, Francine Lasevitch, Henrique Fagundes, Joana Burd, Letícia Lopes, Marcelo Chardosim, Oendu de Mendonça e Vitória Macedo. Em sua terceira edição, o Prêmio busca estimular a produção das artes visuais contemporâneas no Rio Grande do Sul, com a missão de dar apoio e incentivo para artistas em início de carreira.
Letícia Lopes, a primeira colocada, foi premiada com uma residência artística de dois meses no Centre Intermondes, em La Rochelle, na França, com passagem e alojamento incluídos, um prêmio em dinheiro no valor de R$ 8 mil como incentivo à produção da artista, ajuda de custo para o período da estadia em La Rochelle de R$ 3 mil, além de uma bolsa de estudos na Aliança Francesa Porto Alegre. A residência está programada para os meses de agosto a setembro de 2019. O segundo (Alexandre De Nadal) e o terceiro lugar (Marcelo Chardosim) também serão premiados com bolsas de estudo na Aliança Francesa de Porto Alegre.
O evento é uma realização da Aliança Francesa Porto Alegre e Ministério da Cidadania, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Timac Agro e apoio do Centre Intermondes e da Prefeitura de Porto Alegre.
A exposição BIO-I, individual do artista visual David Ceccon, vencedor da segunda edição do Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, será apresentada na Sala da Fonte, também na Pinacoteca Aldo Locatelli. A exposição reúne os trabalhos desenvolvidos durante a residência no Centre Intermondes (La Rochelle, França) em 2018, na qual o artista voltou sua pesquisa para as temáticas de gênero, identidades, autorrepresentação e ficção no espaço digital.
David Ceccon (1992) vive e trabalha em Porto Alegre. Bacharel em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), desenvolve seu trabalho com diferentes mídias, como gravura, pintura, cerâmica, objeto e fotografia. Também utiliza o ciberespaço e as redes sociais como fonte de criação para experimentação artísticas. Em sua poética, interessa-se pelas ambiguidades das relações humanas e pelos mecanismos de construção, fragmentação e dissolução das identidades e sujeitos na sociedade contemporânea.
Eduardo Beleske / PMPA
CULTURA
Código:
30406
A Mostra Coletiva do 3º Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, com curadoria de Diego Groisman, reúne obras de dez artistas selecionados por um júri brasileiro, composto por Adriana Boff, Bruna Fetter, Diego Groisman, Paulo Miyada e Patrice Pauc; e um júri francês do Centre Intermondes, representado por Edouard Mornaud e Flavie Monnier. Os artistas que integram a mostra são Alexandre De Nadal, Bruno Eder, Camila Proto, Francine Lasevitch, Henrique Fagundes, Joana Burd, Letícia Lopes, Marcelo Chardosim, Oendu de Mendonça e Vitória Macedo. Em sua terceira edição, o Prêmio busca estimular a produção das artes visuais contemporâneas no Rio Grande do Sul, com a missão de dar apoio e incentivo para artistas em início de carreira.
Letícia Lopes, a primeira colocada, foi premiada com uma residência artística de dois meses no Centre Intermondes, em La Rochelle, na França, com passagem e alojamento incluídos, um prêmio em dinheiro no valor de R$ 8 mil como incentivo à produção da artista, ajuda de custo para o período da estadia em La Rochelle de R$ 3 mil, além de uma bolsa de estudos na Aliança Francesa Porto Alegre. A residência está programada para os meses de agosto a setembro de 2019. O segundo (Alexandre De Nadal) e o terceiro lugar (Marcelo Chardosim) também serão premiados com bolsas de estudo na Aliança Francesa de Porto Alegre.
O evento é uma realização da Aliança Francesa Porto Alegre e Ministério da Cidadania, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Timac Agro e apoio do Centre Intermondes e da Prefeitura de Porto Alegre.
A exposição BIO-I, individual do artista visual David Ceccon, vencedor da segunda edição do Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, será apresentada na Sala da Fonte, também na Pinacoteca Aldo Locatelli. A exposição reúne os trabalhos desenvolvidos durante a residência no Centre Intermondes (La Rochelle, França) em 2018, na qual o artista voltou sua pesquisa para as temáticas de gênero, identidades, autorrepresentação e ficção no espaço digital.
David Ceccon (1992) vive e trabalha em Porto Alegre. Bacharel em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), desenvolve seu trabalho com diferentes mídias, como gravura, pintura, cerâmica, objeto e fotografia. Também utiliza o ciberespaço e as redes sociais como fonte de criação para experimentação artísticas. Em sua poética, interessa-se pelas ambiguidades das relações humanas e pelos mecanismos de construção, fragmentação e dissolução das identidades e sujeitos na sociedade contemporânea.
Eduardo Beleske / PMPA
CULTURA
Código:
30405
A Mostra Coletiva do 3º Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, com curadoria de Diego Groisman, reúne obras de dez artistas selecionados por um júri brasileiro, composto por Adriana Boff, Bruna Fetter, Diego Groisman, Paulo Miyada e Patrice Pauc; e um júri francês do Centre Intermondes, representado por Edouard Mornaud e Flavie Monnier. Os artistas que integram a mostra são Alexandre De Nadal, Bruno Eder, Camila Proto, Francine Lasevitch, Henrique Fagundes, Joana Burd, Letícia Lopes, Marcelo Chardosim, Oendu de Mendonça e Vitória Macedo. Em sua terceira edição, o Prêmio busca estimular a produção das artes visuais contemporâneas no Rio Grande do Sul, com a missão de dar apoio e incentivo para artistas em início de carreira.
Letícia Lopes, a primeira colocada, foi premiada com uma residência artística de dois meses no Centre Intermondes, em La Rochelle, na França, com passagem e alojamento incluídos, um prêmio em dinheiro no valor de R$ 8 mil como incentivo à produção da artista, ajuda de custo para o período da estadia em La Rochelle de R$ 3 mil, além de uma bolsa de estudos na Aliança Francesa Porto Alegre. A residência está programada para os meses de agosto a setembro de 2019. O segundo (Alexandre De Nadal) e o terceiro lugar (Marcelo Chardosim) também serão premiados com bolsas de estudo na Aliança Francesa de Porto Alegre.
O evento é uma realização da Aliança Francesa Porto Alegre e Ministério da Cidadania, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Timac Agro e apoio do Centre Intermondes e da Prefeitura de Porto Alegre.
A exposição BIO-I, individual do artista visual David Ceccon, vencedor da segunda edição do Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, será apresentada na Sala da Fonte, também na Pinacoteca Aldo Locatelli. A exposição reúne os trabalhos desenvolvidos durante a residência no Centre Intermondes (La Rochelle, França) em 2018, na qual o artista voltou sua pesquisa para as temáticas de gênero, identidades, autorrepresentação e ficção no espaço digital.
David Ceccon (1992) vive e trabalha em Porto Alegre. Bacharel em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), desenvolve seu trabalho com diferentes mídias, como gravura, pintura, cerâmica, objeto e fotografia. Também utiliza o ciberespaço e as redes sociais como fonte de criação para experimentação artísticas. Em sua poética, interessa-se pelas ambiguidades das relações humanas e pelos mecanismos de construção, fragmentação e dissolução das identidades e sujeitos na sociedade contemporânea.
Eduardo Beleske / PMPA
CULTURA
Código:
30404
A Mostra Coletiva do 3º Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, com curadoria de Diego Groisman, reúne obras de dez artistas selecionados por um júri brasileiro, composto por Adriana Boff, Bruna Fetter, Diego Groisman, Paulo Miyada e Patrice Pauc; e um júri francês do Centre Intermondes, representado por Edouard Mornaud e Flavie Monnier. Os artistas que integram a mostra são Alexandre De Nadal, Bruno Eder, Camila Proto, Francine Lasevitch, Henrique Fagundes, Joana Burd, Letícia Lopes, Marcelo Chardosim, Oendu de Mendonça e Vitória Macedo. Em sua terceira edição, o Prêmio busca estimular a produção das artes visuais contemporâneas no Rio Grande do Sul, com a missão de dar apoio e incentivo para artistas em início de carreira.
Letícia Lopes, a primeira colocada, foi premiada com uma residência artística de dois meses no Centre Intermondes, em La Rochelle, na França, com passagem e alojamento incluídos, um prêmio em dinheiro no valor de R$ 8 mil como incentivo à produção da artista, ajuda de custo para o período da estadia em La Rochelle de R$ 3 mil, além de uma bolsa de estudos na Aliança Francesa Porto Alegre. A residência está programada para os meses de agosto a setembro de 2019. O segundo (Alexandre De Nadal) e o terceiro lugar (Marcelo Chardosim) também serão premiados com bolsas de estudo na Aliança Francesa de Porto Alegre.
O evento é uma realização da Aliança Francesa Porto Alegre e Ministério da Cidadania, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Timac Agro e apoio do Centre Intermondes e da Prefeitura de Porto Alegre.
A exposição BIO-I, individual do artista visual David Ceccon, vencedor da segunda edição do Prêmio Aliança Francesa de Arte Contemporânea, será apresentada na Sala da Fonte, também na Pinacoteca Aldo Locatelli. A exposição reúne os trabalhos desenvolvidos durante a residência no Centre Intermondes (La Rochelle, França) em 2018, na qual o artista voltou sua pesquisa para as temáticas de gênero, identidades, autorrepresentação e ficção no espaço digital.
David Ceccon (1992) vive e trabalha em Porto Alegre. Bacharel em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), desenvolve seu trabalho com diferentes mídias, como gravura, pintura, cerâmica, objeto e fotografia. Também utiliza o ciberespaço e as redes sociais como fonte de criação para experimentação artísticas. Em sua poética, interessa-se pelas ambiguidades das relações humanas e pelos mecanismos de construção, fragmentação e dissolução das identidades e sujeitos na sociedade contemporânea.